ST 20 - (Re) Ver a arte: novas leituras e perspectivas

Autores

Valéria Mendes Fasolato

Doutoranda em História

Programa de Pós-graduação em História/ Universidade Federal de Juiz de Fora - PPGHIS/ICH/UFJF

mendesfazolatto.valeria@gmail.com

Andreia de Freitas Rodrigues

Doutoranda em Artes

Programa de Pós-Graduação emArtes / Universidade do Estado do Rio de Janeiro - PPGArtes / UERJ

cfrod2016@gmail.com

Samuel Mendes Vieira

Doutorando

Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Campinas - PPGHistoria/IFCH-UNICAMP

smdo2277@hotmail.com

Bruna Oliveira Santiago

Mestranda em História

Universidade de São Paulo

brunasantiago@usp.br

Fernanda Soares da Rosa

Mestranda em ArtesVisuais, com linha de pesquisa em História, Teoria e Crítica de Arte

UFRGS

fernanda.rosa.008@acad.pucrs.br

Thaís Franco

Mestranda em ArtesVisuais, com linha de pesquisa em História, Teoria e Crítica de Arte

UFRGS

thais.franco@outlook.com

Anderson dos Santos Batista

Mestrando em Artes Visuais, com linha de pesquisa em Poéticas Visuais

UFRGS

feruchomaruquesu@gmail.com

Ementa

Este simpósio tem como tema e proposta a identificação, compreensão e ampliação das relações entre Arte, História e Cultura, a partir da perspectiva de análise sobre os diversos usos da arte. A historiografia da arte do século XX, em parte, foi caracterizada pelo triunfo da modernidade e, marcadamente, por seu discurso teleológico e muitas vezes autoritário. A crítica e pesquisas em artes vêm relativizando, a partir dos anos 1980, a construção de seu lugar de paradigma. Partindo desta perspectiva, nossa motivação é reunir pesquisas em torno da compreensão desta lacuna, buscando desconstruir lugares comuns na História da Arte.
Propomos discussões e reflexões alicerçadas no universo artístico ao longo dos séculos até a contemporaneidade e toda interdisciplinaridade e especificidades do seu fazer: experiências, abordagens, técnicas, concernentes ao uso da imagem como fonte de pesquisa pelo historiador e relações entre os centros artísticos mundiais buscando assim, o entendimento entre arte, artistas e o meio social. A intenção é trazer para o debate pesquisas que apresentem novas perspectivas para o estudo da História da Arte destacando temas que abarquem as redefinições e limites dos gêneros artísticos, as instituições de formação artística, os espaços das exposições, o mecenato e o mercado de arte, as trocas, os objetos artísticos e suas funções, a crítica e a recepção, entre tradição e modernidade.
Dessa forma, o presente Simpósio pretende reunir, apresentar e debater os estudos que vem sendo desenvolvidos entre pesquisadores de diferentes Instituições de Ensino Superior, à nível de graduação e pós-graduação, em seus mais distintos contextos de pesquisa, para discutir as diferentes possibilidades de investigações acerca das Imagens, História da Arte e Cultural Visual, assim como aproximar pesquisadores e grupos de pesquisa de Instituições de Ensino Superior de vários estados do Brasil.
Portanto, como maneira de nortear nossas reflexões, listamos alguns eixos para discussões, a saber:
1) Modernidade e Autoritarismo;
2) Relações entre os Centros Artísticos Mundiais e a Arte no Brasil;
3) O Ensino das Artes e as Academias;
4) A História como gosto: o Colecionismo e as Coleções de Arte
5) Arte e Gênero: Mulheres e o fazer artístico;
6) A Hierarquia dos Gêneros da arte na modernidade e na contemporaneidade;
7) Cultura Visual e Imagens;
8) Arte Política;
9) Meios e modos de produção artística.


Programação das mesas

Mesa 1 - Sala 2074 8 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:00
Autores Titulo
Tammy Senra Fernandes Genú
Oswaldo Goeldi na Coleção de Arte de Murilo Mendes
Luisa Pereira Vianna
Rei Peste e Os insetos singulares de James Ensor
Paulo Henrique Silveira Damião
Thomaz Santos Leite
“O diabo disfarçado de frade”: entre narrativas, símbolos e mistérios
Ianick Takaes de Oliveira
A “Kunstwissenschaft” emigrada: O caso de Edgar Wind (1900-1971)
Mesa 2 - Sala 2074 8 de Maio de 2017 as 15:00 até 17:30
Autores Titulo
Carla da Costa Dias
Gabrielle Nascimento Batista
ARTIFICAÇÃO DA CULTURA AFRICANA(S) NA ROTA DO ATLÂNTICO NEGRO: NOTAS SOBRE A COLEÇÃO GASPARINO DAMATA
André Onofre Limírio Chaves
Ao gosto dos grandes museus: a egiptomania e a formação das coleções egípcias brasileiras no século XIX
Carolina Vaz de Carvalho
Reorganizando o Gabinete: uma discussão sobre a categoria de ‘gabinetes de curiosidade’ e o colecionismo na primeira era moderna
Anderson Diego da Silva Almeida
Anderson Diego da Silva Almeida
ETNODESIGN AFRO-BRASILEIRO: HISTÓRIA, ARTE E MEMÓRIA NA COLEÇÃO PERSEVERANÇA
Mesa 3 - Sala 2074 9 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:00
Autores Titulo
Vania Myrrha de Paula e Silva
Eliseu Visconti: um ponto de chegada e de partida para o Design no Brasil
Aline Viana Tomé
O olhar estrangeiro da paisagem carioca na obra de Gustavo Giovanni Dall’Ara (1865-1923).
Paula Ferreira Vermeersch
Imagens da escravidão na pintura histórica brasileira e na crítica dos Oitocentos: estudos de caso
Mesa 4 - Sala 2074 9 de Maio de 2017 as 15:00 até 17:30
Autores Titulo
Patricia Branco Cornish
Um tango com a história: o caso de León Ferrari
Amanda Bueno Villar Inocencio Costa
A disputa classificatória da periferia ao centro: Lygia Clark e Jesús Rafael Soto na passagem da arte moderna para a arte contemporânea.
Thaís Franco
Obra de arte e a subjetividade da narrativa: Patricio Farías e o Escatol-Trancendere
Thamara Venâncio de Almeida
O desenvolvimento da videoarte através das edições do Festival Videobrasil
Fernanda Soares da Rosa
DIÁLOGOS ENTRE FOTOGRAFIA, VÍDEO E PERFORMANCE EM LOVERS, DE CLAUDIO GOULART
Mesa 5 - Sala 2076 10 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:00
Autores Titulo
Antonio Leandro Gomes de Souza Barros
Do retratar feminino na história da arte antes da história da arte.
Rosane Teixeira de Vargas
MULHERES E FORMAÇÃO EM ARTES NO BRASIL: UM INÍCIO TARDIO
Valéria Mendes Fasolato
Paulo Roberto Franco Ferreira
"Fertilidade": Grande medalha de Prata no "Salon" de 1918
Caroline Farias Alves
Retratos femininos e autorretratos de mulheres artistas: gênero e representação.
Thais Canfild da Silva
Georgina de Albuquerque: gênero e representação
Mesa 6 - Sala 2076 10 de Maio de 2017 as 15:00 até 17:30
Autores Titulo
Rosana Maria Pires Barbato Schwartz
Denise Wanderley Paes de Barros
Keller Regina Viotto Duarte
ATLÂNTICO VERMELHO: Vestígios do passado
Eponina Castor de Mello Monteiro
GEORGE BELLOWS: A EXPRESSÃO DO CORPO FEMININO E O HIATO DA ARTE ESTADUNIDENSE
Gustavo Oliveira Fonseca
Arte religiosa em Minas Gerais no final do século XIX: As Igrejas de São Francisco de Assis em Sabará e São Francisco de Paula em Ouro Preto
Dirceu Ferreira Barbuto
Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - imagens de Antonio Nardi na Matriz do Grajaú (RJ)
Mesa 7 - Sala 2074 11 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:00
Autores Titulo
Francislei Lima da Silva
Um mundo maravilhoso de criaturas possíveis sustentadas por tantas outras coisas impossíveis de um imaginário fantástico
Matheus de Almeida Paiva
UM MUNDO IMERSO EM SOMBRAS: a apropriação estética de Caravaggio em uma exacerbação do hiper-realismo e do simbolismo.
Franciara Sharon Silva do Carmo
Luz sob o palco - Uma análise do Balé romântico
Mesa 8 - Sala 2074 11 de Maio de 2017 as 15:00 até 17:30
Autores Titulo
Bruno Seravali Moreschi
A HISTÓRIA DA *RTE - Mapa (de homens) da História (branca) da Arte (eurocêntrica)
Natália Cristina de Aquino Gomes
Sou artista e fui representado como tal: Considerações sobre a produção de retratos de artistas no ateliê feito por seus contemporâneos no Brasil
Marcillene Ladeira
PINTURA MIMÉTICA: DIÁLOGOS PARA UMA COMPREENSÃO HISTÓRICA DE CONSTRUÇÃO
Alessandra Baldissarelli Bremm
Fazer arte, fazer escola: processos artísticos contemporâneos para pensar educação

Apoios

UFMG
Fafich
Temporalidades
PPGHIS
Varia História
CEPAMM
Núcleo História Oral
CEM
Sem Rumo
Brasiliana
Iepha