ST 12 - História da África e seu ensino no Brasil

Autores

Felipe Silveira de Oliveira Malacco

Mestre em História Social da Cultura

Universidade Federal de Minas Gerais

fmalacco@hotmail.com

Jeocasta Juliet Oliveira Martins de Freitas

Mestre em História Social

Universidade Federal de Minas Gerais

jeocasta@hotmail.com

Taciana Almeida Garrido de Resende

Doutoranda em História Social

Universidade de São Paulo

tacianagarrido@gmail.com

Ementa

Este simpósio tem como proposta a continuidade do diálogo entre pesquisadores dedicados ao estudo da História da África e/ou seu ensino no Brasil, iniciado neste evento em 2013. Procuraremos promover e renovar o intercâmbio de visões e recortes distintos ou complementares de temáticas e metodologias dos estudos africanistas, cujo maior crescimento se deu no país nos últimos anos e que, na Universidade Federal de Minas Gerais, encontram-se num processo de desenvolvimento promissor.
Após mais de uma década da criação da Lei 10.639/2003, que tornou obrigatório o ensino da História da África e dos africanos na educação básica, tempo no qual os esforços de se construir uma narrativa histórica por um prisma africanista e não eurocêntrico se multiplicaram nas universidades, pareceu-nos premente a manutenção de uma mesa de debate acerca do tema no EPHIS. A proposta é garantir e perenizar a existência de espaços de troca e diálogo dedicados ao tema da presença dos africanos na construção da história como atores e autores. Entendemos que o crescimento da importância da área na graduação e pós-graduação em História deve ser parte central da discussão, pois representa dimensão direta da relação entre produção científica e acadêmica e o mundo social.
Por se tratar de um campo em formação, cuja expansão encontra-se vinculada à lenta modificação das instituições de ensino superior e básico de todo o país, este simpósio possui propositalmente ampla receptividade de comunicações. Gostaríamos de mantê-lo como um simpósio temático plural, que inclua trabalhos sobre diferentes recortes cronológicos e geográficos e una esforços de pesquisadores que queiram compreender as culturas africanas em sua historicidade.
Propomos, assim, a reunião de variados marcos cronológicos e objetos de pesquisa desenvolvidos em torno da História da África, bem como de seu ensino. Espera-se que diferentes perspectivas temáticas e teórico-metodológicas possam ser incluídas nas discussões a se desenvolverem. Almejamos, por fim, dar continuidade neste VI EPHIS a um simpósio cujo foco central é a História africana, estabelecendo-se um espaço importante de abertura dos campos e dos olhares a perspectivas interdisciplinares, promovendo e afirmando a temática na pesquisa em história na UFMG.


Programação das mesas

Mesa 1 - Sala B313 CAD 2 10 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:30
Autores Titulo
Keila Natacha Silva de Lima
Os sentidos das palavras estorya e memorya em um texto de Gomes Eanes de Zurara
Jeocasta Juliet Oliveira Martins de Freitas
Mudanças no papel dos jabacouces na realização das cerimônias religiosas na Guiné
Clara Abrahão Leonardo Pereira
História da religiosidade na África Ocidadental: a nação Arriata nos século XVI e XVII
Felipe Silveira de Oliveira Malacco
Religião e Comércio na Senegâmbia 1580 -1700
Mesa 2 - Sala B313 CAD 2 10 de Maio de 2017 as 15:30 até 17:30
Autores Titulo
Flávia Gomes Chagas
As possibilidades presentes na re-construção de tragetórias de existencias ordinárias: o caso de Catharina Juliana
Jacqueline Maia dos Santos
Libertação da mulher em Moçambique: Reflexões Sobre o Discurso de Samora Machel em 1973
Mesa 3 - Sala B313 CAD 2 11 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:30
Autores Titulo
Thiago Henrique Sampaio
Os prazos da coroa e a situação de Moçambique na segunda metade de Oitocentos
Lorena Dias Martins
A concessão de territórios na colônia de Moçambique: a Companhia do Niassa (1891-1929)
Ivangilda Bispo dos Santos
D. Sebastião Soares de Resende: educação, resistência e o lusotropicalismo em Moçambique
Cintia Mary de Oliveira
Um “significado único na nossa História”: Representações do massacre de Mueda nas páginas do jornal Notícias (1975-1986)
Mesa 4 - Sala B313 CAD 2 11 de Maio de 2017 as 15:30 até 17:30
Autores Titulo
Evelyn Rosa do Nascimento
A rumba congolesa e a multiplicidade cultural no Congo Belga
Raissa Brescia dos Reis
Festivais de política: o pan-africanismo e a nação em disputa no continente africano (1950-1969).
Lídia Maria de Abreu Generoso
“Ni Apolo ni Oddudúa”: ecos obra de Frantz Fanon nas páginas da revista Tricontinental
Alaor Souza Oliveira
Reflexões sobre a ideia de Fundamentalismos na obra “O Destino”, de Youssef Chahine
Mesa 5 - Sala C512 CAD 2 12 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:30
Autores Titulo
Gabriel Felipe Silva Bem
Possibilidades e usos didáticos dos relatos de viajantes
Eliane Fátima Boa Morte do Carmo
História da África nos anos Iniciais do Ensino fundamental: Os Adinkra
Fernanda Soares de Oliveira
Amarrando Tecidos e Desatando Preconceitos
Mesa 6 - Sala C512 CAD 2 12 de Maio de 2017 as 15:30 até 17:30
Autores Titulo
Antonia Maria Almeida Alves
Temática Étnico- Racial e Práticas Pedagógicas: Uma experiência na Escola Municipal Santa Terezinha.
AMABILIS CRISTINA ALVES PEREIRA
Talita Samara Mesquita
CULTURA AFRICANA NO BRASIL A PARTIR DA LEI 10639/03
Allana Dábia Cardoso Teixeira de Paula
Análise e observações acerca da implementação da Lei Federal 10.639/03 em escolas do município de Montes Claros/MG

Apoios

UFMG
Fafich
Temporalidades
PPGHIS
Varia História
CEPAMM
Núcleo História Oral
CEM
Sem Rumo
Brasiliana
Iepha