ST 04 - Dimensões do Brasil Rural e Agrário: Estado, territórios, atores políticos e suas lutas (Século XIX ao XXI)

Autores

Henrique Dias Sobral Silva

Mestrando em História (PPHR-UFRRJ)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

henriq_sobral@hotmail.com

Max Fellipe Cezario Porphirio

Mestre em História (PPHR-UFRRJ)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

max_fcp@hotmail.com

Wallace Lucas Magalhães

Mestre em História (UFRRJ), Doutorando em História (UFRRJ)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

luckasoab@yahoo.com.br

Bruna Marques Cabral

Mestre em História (UFRRJ), Doutoranda em História (UFRRJ)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

brunaclio@uol.com.br

Cristiane Coimbra Aurora

Mestre em História (UFRRJ)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

cristiane.historia@yahoo.com.br

Ementa

O simpósio pretende integrar pesquisas sobre questões teóricas e estudos de caso que comportem problemáticas voltadas à compreensão do mundo rural a partir da questão agrária brasileira. O objetivo é debater pesquisas que se dediquem a processos sociais vistos sob a ótica da História agrária renovada, que considera o Estado como uma relação dialética entre governo e sociedade civil, mas também propõe a redimensão da influência de fatores ditos externos, legais, macroeconômicos ou macro políticos, tradicionalmente vistos como os motores das transformações no mundo rural.

Destarte, serão privilegiadas comunicações que se dediquem ao mundo rural em diferentes abordagens, com foco em reflexões sobre territórios, inter-relações entre governo/sociedade civil na questão agrária, usos de terras coletivas, costumes no campo, a relação entre direitos de propriedade e proprietários e ações político-econômicas e ideológicas com foco no mundo rural. Tendo prerrogativas os trabalhos com temporalidades referentes aos séculos XIX e XXI, independente da curta ou longa duração, na História do Brasil. Ademais, estimulam-se apresentações de conceitos e técnicas, inovações de abordagem para a área e aplicações pedagógicas que integrem o ensino às problemáticas em tela.

Assim, confiamos na importância do debate sobre o mundo rural e a questão agrária, visto que comportam aspectos acadêmicos e sociais relevantes. Primeiro, pela renovação das pesquisas na área, tarefa encampada especialmente pelos historiadores da Rede Proprietas coordenados pela professora Márcia Motta (UFF) e por outros grupos que têm se somado a um esforço de integração com os debates do Direito e das Ciências Sociais. Compartilhando da mesma agenda, cooperamos com essa oferta de seminário, promovendo um ambiente de debate com ênfase nas discussões sobre o mundo rural e agrário e seus gradientes temáticos. Segundo, a questão agrária na atualidade ainda gera sobreposições de direitos e carrega rastros de luta e violência. Em vista desse cenário, encaramos como urgente o comprometimento com uma história engajada atenta as problemáticas de seu tempo, na qual o papel do historiador/a se apresenta como determinante na reflexão e ação acerca do mundo contemporâneo.

Esperamos que com essa proposta, possamos contemplar uma pluralidade de pesquisas relacionadas ao mundo rural e a questão agrária no Brasil, e que as continuidades e rupturas pertinentes a esses processos históricos possam ser amplamente discutidas. Em síntese, acreditamos que será possível revalorizar o intercâmbio de experiências, visando o aprendizado e sugerindo metodologias consolidadas ou em construção, para o crescimento da reflexão sobre História Agrária no Brasil.


Programação das mesas

Mesa 1 - Sala 3023 11 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:00
Autores Titulo
Hana Mariana da Cruz Ribeiro Costa
O SAL SOB O SOL: Extração, comércio e mão-de-obra no mercado interno salineiro na Região dos Lagos Fluminense. (1850 – 1900)
Marcelo Bruno Ribeiro Barbosa
Um projeto expulsa o outro: a formação agrária do Sudeste do Pará
Marcelo do Nascimento Gambi
Nos Sertões da Comarca do Rio das Mortes: análise do avanço das fronteiras e os seus aspectos econômicos
Mesa 2 - Sala 3023 11 de Maio de 2017 as 15:00 até 17:30
Autores Titulo
Pauliane de Carvalho Braga
Entre sertões: comunismo e campesinato na obra de Bernardo Élis
Flávio Luciano da Anunciação
O contestado mineiro-capixaba: da indefinição jurisdicional aos conflitos políticos e sociais (1937-1963)
Henrique Dias Sobral Silva
Da unidade vai nascer a novidade: As práticas associativas e as formas de luta dos colonos de Santa Cruz (Estado do Rio de Janeiro, 1934-1958)
Mesa 3 - Sala 3023 12 de Maio de 2017 as 13:00 até 15:30
Autores Titulo
Caroline Cunha Rodrigues
Lutas e resistências camponesas na ditadura militar: a inserção da questão agrária na Comissão da Verdade em Minas Gerais e seus desafios
Karina Andréa Tarca
Territorialidade, conflitos socioambientais e o avanço do agronegócio no sudoeste paraense.
Wallace Lucas Magalhães
A “LEI DO BOI” E A RELAÇÃO ENTRE EDUCAÇÃO E PROPRIEDADE: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
Bruna Marques Cabral
A Igreja Católica e a questão agrária na ditadura militar brasileira
Mesa 4 - Sala 3023 12 de Maio de 2017 as 15:30 até 18:00
Autores Titulo
Aline Silva Ferreira
O “pão da terra” e os agricultores familiares nos arredores de Testa Branca - Bahia
Marcos Marcelo Lírio
Educação do campo e sua luta por uma educação emancipadora
Priscila Delgado de Carvalho
Ideias e o sindicalismo brasileiro contemporâneo: traduções da agricultura familiar
Beatriz dos Santos de Oliveira Feitosa
O lugar dos trabalhadores no Mundo Rural brasileiro do século XXI: o paradoxo entre atuação estatal e exclusão humana em território sul mato-grossense (pós 1970)
Eduardo Filipe de Resende
A Migração Interna no Brasil: diferentes olhares entre quem migra e quem permanece.

Apoios

UFMG
Fafich
Temporalidades
PPGHIS
Varia História
CEPAMM
Núcleo História Oral
CEM
Sem Rumo
Brasiliana
Iepha