MC 20 - Arte e nação: novos olhares sobre o Brasil do entresséculos XIX/XX

Autores

Aline Viana Tomé

Mestre em História

Universidade Federal de Juiz de Fora

alinehis@gmail.com

João Victor Rossetti Brancato

Mestrando em História

Universidade Federal de Juiz de Fora - capes

jvbrancato@yahoo.com.br

Bárbara Ferreira Fernandes

Mestranda em História

Universidade Federal de Juiz de Fora - fapemig

barbaraffernandes@outlook.com

Ementa

A proposta do minicurso está firmada no cerne das pesquisas desenvolvidas pelo Laboratório de História da Arte (LAHA/UFJF). Inseridos em um debate historiográfico que vem desde as últimas décadas desenvolvendo novos olhares sobre a arte brasileira do entresséculos 19/20, buscamos revisitar pontos importantes do período que foram relegados a segundo plano pela historiografia modernista em detrimento da arte produzida anteriormente.
No século XIX um debate essencial que se coloca na sociedade é acerca da nação. Presente no país desde a independência, a discussão se consolida a partir do II Reinado, quando o Império investiu de maneira contundente para criar uma imagem que legitimasse seu poder. Através dos escritos do IHGB e da produção no âmbito da AIBA há a tentativa da consolidação de um passado coerente para o país, sendo as Belas Artes essenciais para afirmação desse ideal. No período republicano, a nação é vista sob novas perspectivas. Para desenvolver essas questões, partiremos da produção pictórica do período, bem como sua recepção crítica, percebendo a relação simbiótica entre arte e nação como campo fértil de discussões.


Cronograma das atividades:

8 horas/aula

1º dia (4 horas)
1ª parte: introdução aos debates de arte e nação no âmbito historiográfico
2ª parte: a legitimação da nação nas pinturas históricas

2º dia (4 horas)
1ª parte: território, arte e nação: a construção da paisagem brasileira
2ª parte: o nacionalismo na crítica de arte

Bibliografia

BROWNLEE, P.J. [et. al.]. Paisagem nas Américas: pinturas da Terra do Fogo ao Ártico. São Paulo: Pinacoteca do Estado de São Paulo, 2016.
CAVALCANTI, A.T. [et. al.]. Oitocentos: Arte brasileira do Império à Primeira República. Rio de Janeiro: EBA-UFRJ, 2008.
CHIARELLI, Tadeu. Um jeca nos vernissages. São Paulo: Edusp, 1995.
CHRISTO, M.C.V. A pintura de história no Brasil no século XIX: panorama introdutório. In: Revista do Consejo Superior de Investigaciones Cientificas da España, v. 185, n. 740, nov. /dez. 2009.
COLI, Jorge. Como estudar a arte brasileira do século XIX? São Paulo: Editora SENAC, 2005.
DAZZI, Camila. Crítica de Arte: uma nova forma de escrever o século XIX no Brasil. Anais do XXIV CBHA. Belo Horizonte, 2004.
GUIMARÃES, Manuel L.S. Nação e civilização nos trópicos: o IHGB e o projeto de uma história nacional. In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro, I:5-27, 1988.
PEREIRA, Sônia Gomes. A arte brasileira no século XIX. Belo Horizonte: C/ Arte, 2008.
VEJO, Tomás Peréz. Pintura de historia e identidade em España. 1996. Tese (Doutorado em História). Universidad Complutense de Madrid, Espanha.
VERMEESCH, Paula Ferreira. Notas de um estudo crítico sobre A Arte Brasileira, de Luiz Gonzaga Duque Estrada. Campinas: UNICAMP, 2002.

  • Locais e datas

    • 11 de Maio de 2017
      08:00 - 12:00

      Sala 3004

    • 12 de Maio de 2017
      08:00 - 12:00

      Sala 3042

Apoios

UFMG
Fafich
Temporalidades
PPGHIS
Varia História
CEPAMM
Núcleo História Oral
CEM
Sem Rumo
Brasiliana
Iepha