MC 02 - A contribuição da teoria freireana para a docência

Autores

Márden de Pádua Ribeiro

Doutorando em Educação.

FACISABH e PUCMG

mardendepadua@yahoo.com.br

Ementa

O minicurso possui como objetivo principal estabelecer um apanhado analítico da obra freireana tendo como foco central sua contribuição ao fazer docentes nos diversos níveis de ensino. Para isso, fará um apanhado histórico de toda a obra de Paulo Freire, analisando suas fases distintas, identificando suas transformações ao longo dos anos bem como seus compromissos e concepções que permaneceram inalteradas.
O minicurso se debruçará desde sua tese de doutorado (Educação e Atualidade Brasileira) até Pedagogia da Autonomia, de 1996, identificando os conceitos centrais da teoria freireana que se relacionam intimamente com o fazer docente: diálogo, emancipação, cultural, libertação, diretividade, ser mais, ativismo, conscientização, dialética, política, inédito viável, esperança.
Acredita-se que em tempos atuais, em que a discussão é bastante discutida através de projetos de lei como "Escola sem Partido", um minicurso que aprofunde na obra freireana presta importante contribuição para o debate acerca da importância deste teórico para a educação. É intenção também deste minicurso abordar as críticas nas quais a teoria freireana recebe de diversos segmentos da sociedade, desmitificar estereótipos construídos acerca de sua teoria, e discutir as diversas ressignificações possíveis da obra de Paulo Freire, realizadas regularmente em pesquisas acadêmicas.
O minicurso apresentará também resultados de pesquisa realizada pela Rede Freireana de Pesquisadores, que analisa a presença da teoria de Paulo Freire em dissertações e mestrados produzidos no Brasil nos últimos anos. Dessa forma, o minicurso é destinado a todos que se interessem pela obra de Paulo Freire, especialmente docentes e estudantes de licenciatura.


Cronograma das atividades:

4 horas/aula

Unidade 1 - Contexto histórico do início da influência de Paulo Freire na Educação Brasileira
Unidade 2 - Abordagem das diversas fases do pensamento freireano
Unidade 3 - Identificação e análise dos principais conceitos freireanos e suas transformações ao longo dos anos.
Unidade 4 - Críticas e ressignificações ao pensamento freireano.
Unidade 5 - Socialização dos dados de pesquisa feita pela Rede Freireana de Pesquisadores a respeito da presença de Freire em dissertações e teses no Brasil.

Bibliografia

Livros de Paulo Freire
Principais escritos de Paulo Freire
- Educação e Atualidade Brasileira (Recife, Mimeo.,1959)
- Educação Como Prática da Liberdade (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1984a)
- Conscientização (São Paulo, Moraes, 1980a)
- Pedagogia do Oprimido (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1984b)
- Ação Cultural Para a Liberdade e Outros Escritos (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1984c)
- Educação e Mudança (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1979)
- Cartas à Guiné-Bissau (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1980b)
- A Importância do Ato de Ler (São Paulo, Cortez/Ass., 1982a)
- Extensão ou Comunicação? (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1983a)
- Alfabetização de Adultos: um quefazer neutro? (in Educação e Sociedade Nº 1, São Paulo, Cortez, 1978)
- Conscientização e Alfabetização (in Revista Estudos Universitários IV, Universidade do Recife, Mimeo.,1963)
- Educação na Cidade (São Paulo, Cortez, 1991)
- Pedagogia da Esperança (São Paulo, Cortez, 1992)
- Política e Educação (São Paulo, Cortez, 1993)
- Pedagogia da Autonomia (São Paulo, Cortez, 1996)

Demais bibliografias:
GIROUX, Henri. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Tradução: Carlos Nelson Coutinho. 4. ed. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1982.
MCLAREN, Peter. A vida nas escolas. Uma introdução á pedagogia crítica nos fundamentos da educação. 2ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
RIBEIRO, Márden de Pádua. A contribuição da teoria de Paulo Freire para a docência. Revista Espaço Acadêmico. v. 16, n. 181, p.59-68, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/30569/16769
RIBEIRO, Márden de Pádua. As perspectivas de Henri Giroux e Paulo Freire para a docência: alternativas à concepções neoliberais.Linguagens, Educação e Sociedade, v.20 , n.32, p.321-350, 2015. Disponível em : http://leg.ufpi.br/subsiteFiles/ppged/arquivos/files/LES%2032_13%20DE%20MAIO%20DE%202016.pdf
SCOCUGLIA, Afonso Celso. A História das Idéias de Paulo Freire e a atual crise de paradigmas. 2. ed. João Pessoa: Ed. Universitária / UFPB, 1999.
SCOCUGLIA, Afonso Celso. As reflexões curriculares de Paulo Freire. Revista Lusófona de Educação, v.6, p.81-92, 2005.
SCOCUGLIA, Afonso Celso. Paulo Freire e a conscientização na transição pós-moderna. Educação, Sociedade & Culturas, nº 23, p.21-42, 2005.

  • Locais e datas

    • 12 de Maio de 2017
      08:00 - 12:00

      Auditório Bicalho (1º andar Fafich)

Apoios

UFMG
Fafich
Temporalidades
PPGHIS
Varia História
CEPAMM
Núcleo História Oral
CEM
Sem Rumo
Brasiliana
Iepha